6.12.2012

Psicologia e Direito: A psicologia jurídica


Se tem uma matéria que eu gosto e que vou sentir muita saudade com toda certeza essa matéria é psicologia jurídica. São tantos os motivos para se gostar dessa matéria que eu nem sei por onde começar.

Uma das características que torna a psicologia jurídica diferente das outras disciplinas em que estou estudando no primeiro período, além de ser uma matéria dedicada à períodos mais avançados,  exige uma sistemática diferente pois ela demonstra o lado ‘humano’ do direito, ou seja, que esse curso não se resume a decorar e interpretar toda espécie de lei mas de analisar o lado introspectivo das pessoas que estão sendo submetidas à essas sanções e que tudo tem um motivo, seja ele qual for e quem premedita isso é o nosso cérebro, é a nossa personalidade.

Psicologia e Direito: Uma combinação de sucesso

Além disso, o professor também é show, sei lá, de alguma forma ele é diferente dos outros, ele é mais amigo e sabe nos passar um conhecimento que  hipoteticamente não é transpassado em sala de aula, esse conhecimento é o aprendizado pela experiência pessoal. Essa experiência pessoal dele ajuda muito na compreensão dos assuntos tendo em vista que ele trabalhou em clínicas por anos e definitivamente sabe tudo sobre os transtornos e formas de tratamento. Assim, com o passar do tempo eu gosto cada vez mais dessa disciplina e o professor sem dúvidas é um dos maiores responsáveis por isso.

Outro bom motivo pra gostar de psicologia jurídica é a curiosidade. Eu como curioso nato sempre quis saber como uma pessoa consegue cometer certos atos absurdos e como funciona a mente de maníaco depressivo, psicopata, loucos em geral. Estudando PJ você aprende isso e muito mais, você aprende a ver as pessoas de um ângulo diferente, de um jeito mais ‘humano’ e único!

E é por essas e outras que gosto muito de PJ e ela vai deixar muitas saudades ao mesmo tempo em que muito aprendizado também. Dificilmente, presumo eu, encontrarei uma matéria tão fantástica como essa aliada a um grande professor como o meu, mas nada de achismo, o futuro é uma incógnita que só é desvendada se vivida! Até a próxima! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Diário de um estudante deDireito

No ar desde 2012 e com mais de 10 milhões de acessos, o @diariojurista figura como um espaço virtual para a comunidade acadêmica e não acadêmica também. Com textos objetivos e com linguagem simples, visa compartilhar informações, resumos, notícias, dicas e troca de ideias a quem por elas se interessar. Quem escolheu o Direito será um eterno estudante.




Postagens recentes

recentposts

Não deixe de conferir

randomposts