É, não tem ditado mais certo do que este: "Nem tudo são flores", e não são mesmo! Chega...

Cansaço e a vontade de largar tudo

By | quarta-feira, fevereiro 13, 2013
É, não tem ditado mais certo do que este: "Nem tudo são flores", e não são mesmo! Chega uma hora em que paramos para pensar e perguntamos a nós mesmos: Será que eu devo desistir? Será que todo esse esforço irá valer a pena no final dessa história? Será que irei alcançar um lugarzinho ao sol nesse competitivo e impiedoso mundo jurídico?

 A resposta para todas essas perguntas obviamente é SIM, vamos conseguir nosso espaço porque estamos batalhando para isso. Entretanto é necessário lembrar que infelizmente não há vagas para todos, mas concursos sempre existirão. Se não der agora, com certeza irá dar certo depois ou depois do depois, enfim, uma hora nossa hora irá chegar. 






Mas por que eu estou dizendo isso? Simples, porque assim como 99,9% das pessoas que realmente se dedicam a tornar um sonho em realidade, eu tenho medo de fracassar, mas é muito medo mesmo. Imagina você se preparar 5 anos pagando o olho da cara em uma Universidade e não conseguir passar na bendita OAB? Mesmo pra quem estuda em uma Universidade Federal, o medo existe e está lá ao nosso lado. Entretanto esse medo pode ser um dos maiores responsáveis pelo nosso sucesso. Às vezes, se você não estivesse com medo de zerar uma disciplina no exame da ordem, como Direito Civil por exemplo,  talvez você nem tivesse lido aquele resumo da revisão que seu professor fez lá no meio do curso, e assim não tivesse acertado as questões de civil que você acertou por ter lido esse resumo.

Outro grande medo que me persegue é o medo de não passar em um concurso público de primeira, é o medo da decepção. Entretanto devo entender que se não for dessa vez, será em outra. Não só eu devo pensar assim, mas você também. Eu mesmo decidi que não vou mais prestar concurso esse ano pra dar uma estudada mais focada na Universidade, pra quando eu me sentir de fato preparado, não ir pra prova com medo de errar. Se bem que mesmo você tendo estudado tudo, sempre fica aquele frio na barriga do medo de errar algo.

Além desses dois, tem aquele medo inicial: O de não ter escolhido o curso correto. Eu particularmente sempre sonhei em cursar Direito, mas convenhamos ressaltar que sonhos são bem diferentes de nossa dura realidade, e quando entrei na Universidade eu tive a oportunidade de ver como realmente é cursar Direito, e vi que não era nada a ver como o Direito que habitava em meu imaginário infanto-adolescente, nem malhete nós usamos no Brasil, que triste. Porém quando comecei a enxergar a realidade comecei a gostar ainda mais, vi como o ordenamento jurídico é cheio de mistérios que clamam por soluções e que pra isso teria que estudar bastante, o que não é um problema pelo menos no meu caso.

Mas... e quando bate aquela insegurança? Aquele cansaço? Aquele sábado de madrugada em que você decide estudar Penal até dormir a pulso sobre os livros nos faz chegar a pensar em desistir de tudo, dormir o dia todo e que dane-se a disciplina e tudo mais, comportamento esse que se for mantido irá prejudicar nosso desempenho acadêmico, ocasionando reprovações constantes e em seguida a desistência do curso. Só que antes de deixar o cansaço nos vencer, temos que apelar para a disciplina, é com ela que conseguimos forças para continuar, se você tivesse lido mais cedo, não precisaria estar estudando de madrugada e assim por diante. Tudo tem uma solução, o problema é o tempo em que nós demoramos para encontrar essa dita cuja.

O cansaço é normal, ninguém é de ferro. Temos que saber o momento de descansar também, não adianta estudar insanamente até porque não iremos absorver nada estudando quase babando nas páginas ou na tela do tablet, notebook, enfim. 

Não podemos deixar o cansaço nos fazer pensar em desistir. Lembre de tudo que você passou pra chegar até aqui, falta pouco! Foco e disciplina é o essencial, o resto a gente consegue batalhando.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial