Nada mais comum que ao lermos processos criminais notarmos que em quase 100% dos casos, os...

Criminosos e perícia: Os detalhes que fazem a diferença

By | sexta-feira, fevereiro 15, 2013



Nada mais comum que ao lermos processos criminais notarmos que em quase 100% dos casos, os acusados nos autos demonstrarem um repentino sentimento de culpa. Seja pra tentar reduzir a pena ou por realmente estar arrependido(a), cabe à perícia comprovar a real situação dos fatos.

Creio que essa seja uma das melhores partes que nós estudantes de Direito podemos ter, infelizmente isso só ocorre quase no final do curso por causa da falta de embasamento técnico dos alunos e também da falta de experiência e maturidade, visto que a maioria entra muito jovem no curso e não tem coisa pior que um professor estar passando os dados de, por exemplo, um caso de estupro coletivo onde a vítima seria uma garota de programa e alguém abrir a boca pra dizer: "Bem feito, quem manda essa pu*@ querer dar pra todo mundo? Eu acho é pouco". Ai você se pergunta porque não sai da sala e vai vender jequiti pra pelo menos não ter que ouvir besteiras assim, só que você também se lembra de que quem deveria largar  curso e ir vende jequiti é  pessoa que abre a boca pra dizer essas pérolas. Pessoas assim também defendem que "criminoso" não pode ter advogado, sendo que uma pessoa só é criminosa DEPOIS de julgada, ver esse comportamento na população é normal afinal eles são conduzidos pela mídia, mas nós não! Temos que ser técnicos, nada de colocar o coração nisso e infelizmente tem quem coloque-o, o que acaba atrapalhando tudo.

Ah, não é pelo fato de estudarmos de fato os processos e casos concretos do meio pro final do curso que a calourada deve ficar de braços cruzados e chorando por não poder pegar logo essa parte excelente, pelo contrário, casos concretos de crimes vemos todos os dias e em qualquer site de informação, só não teremos a oportunidade de ter acesso aos autos desses processos mas mesmo assim podemos analisar tecnicamente e compreender como tudo aconteceu. Repare nesses casos de crimes que geraram grande repercussão nacional como o de Bruno (Ex-goleiro do Flamengo), O caso da garotinha Isabella Nardoni, O da Elise Matsunaga, enfim... e todos ocorreram no Brasil, nem precisa ir muito longe pra achar casos que merecem sua atenção... Mas se mesmo assim quiser, fora do País há casos simplesmente monstruosos que dão, sem dúvidas, muito, mais muito trabalho pra perícia achar provas, e são em crimes assim que até a ponta da unha  de uma pessoa já morta pode significar o decreto de uma sentença, caso sejam encontradas provas de que o material genético sejam do suspeito. Só não vou falar muitos detalhes desses casos internacionais pra você ficar curioso(a) e ir atrás pesquisar rsrsrsrs vocês que já pegam TGP tem mais que obrigação de fazer isso, afinal é nessa disciplina que encontramos a base do processo, então mãos à obra, juristas! Ah, e nada de ficar com peninha de ninguém, seja adulto(a) o suficiente para encarar os fatos como realmente eles são.

O caso mais recente, porém não muito difícil de achar o culpado, é o caso de Pistorius . Esse astro famosíssimo do esporte internacional simplesmente alvejou sua linda namorada com nada mais nada menos que 4 tiros na cabeça e teve a coragem de alegar que tudo foi um mal entendido, que na verdade ele pensou que fosse um ladrão, ok Pistorious mas dar 4 tiros por engano não é demais quando estamos falando de tiros de pistola? Bobinho não tinha como não ser condenado, mesmo a audiência tendo sido suspensa, mas o fim dessa história todo mundo já sabe, a justiça europeia não julga o réu por sua condição financeira como  uma certa justiça que conhecemos insiste em julgar. E o pior disso foi que a namorada dele só queria fazer uma surpresa no dia dos namorados lá. E, como réu sínico, declarou estar arrependido depois de ter matado sua parceira, quem vai acreditar nisso? 

Como de praxe, a perícia já está investigado o caso e já encontrou indícios de que tudo foi premeditado, informações coletadas de vizinhos do atleta disseram que ligaram para a polícia horas antes de tudo acontecer por ouvirem discussões entre o casal, então como assim ela ia fazer uma surpresa sendo que ela já estava discutindo antes? Ela teria saído da casa e teria voltado antes? Isso só o laudo pericial irá nos dizer. Enquanto isso não deixe de estudar casos concretos, junte sua curiosidade com a vontade de ir pra prática do judiciário, tenha certeza que você irá dar um verdadeiro UP em seus conceitos! =)


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial