Minha ingenuidade parece não ter limites. Pensei que o cansaço não pudesse tomar conta de mim e por isso comecei a estudar insanamente...

Descansar é preciso

By | domingo, fevereiro 24, 2013

Minha ingenuidade parece não ter limites. Pensei que o cansaço não pudesse tomar conta de mim e por isso comecei a estudar insanamente pensando que só minha força de vontade seria necessária para aguentar o batente da vida universitária, enfim, me dei mal e agora sei que as coisas não são bem assim, quer dizer, as coisas não são assim de jeito nenhum.

Como todos sabem, estamos em pleno início de volta às aulas. Então, por conta disso decidi tentar imprimir um ritmo forte já agora no começo do ano, queria estar com o assunto adiantado já de 4 aulas seguidas ao invés de ter que estudar somente o assunto da próxima aula, mas vi que não dava e estou vendo que não dá.   Nas férias preferi revisar o assunto do período passado ao invés de tentar me enveredar nos assuntos que estão sendo abordados agora e não me arrependo, até porque se eu não fizesse isso ficaria sem base, o assunto não iria ficar "fresco" em minha mente. Porém estava pensando que bem que eu poderia já ter revisado esses assuntos que estou revisando agora, advinha por que? Isso mesmo, o cansaço bateu e eu preferiria estar dormindo ao invés de ter que estar estudando, e se eu já tivesse estudado o assunto eu não precisaria estar estudando agora.


Então revisar o assunto do período passado me bateu um pouco de arrependimento sim mas só agora porque não tem nada mais mala do que ter que estudar querendo estar fazendo outra coisa, no meu caso descansar. Mas se eu não tivesse revisado eu poderia estar me arrependendo muito mais :\
Por isso tomei uma decisão drástica, mentira nem é tão drástica assim para um futuro magistrado que certamente terá preocupações muito maiores pela frente: Decidi descansar, colocar por um tempinho o livros de lado pelo menos durante esse final de semana, e advinha o que eu fiz durante tooooodo o FDS? Isso mesmo, dormi que nem uma pedra, quase o dia todo, tentei colocar meu santo sono em dia. Até me lembrei de uma piadinha que eu vi por ai que dizia "Se eu for colocar meu sono em dia, eu entro em coma" e o pior é que é verdade. A pessoa vai acumulando madrugadas em claro, aulas depois de um dia cheio e extremamente cansativo entre outras coisas acabam sacrificando nosso descanso sagrado, mas é assim mesmo. Descanso está para estudante de Direito assim como  mega da virada está para um reles apostador,  as chances dos dois conseguirem é pouca, mas se conseguirem a felicidade será, com toda certeza, imensurável rsrsrss (Pra não dizer outra coisa).

Se antes eu tinha dúvidas, hoje não tenho de jeito nenhum

Enfim, não estudei nada ontem e pretendo retomar meu relacionamento com os livros somente na segunda de tarde quando eu  chegar do cursinho. Normalmente estaria adentrando em meu ser (Não pense besteira, pequeno gafanhoto) um sentimento de culpa por conta disso, mas ocorre que eu realmente estava necessitando tirar esses dias de folga, nem se eu quisesse iria conseguir estudar do jeito que eu estava, não mesmo. Tem horas que temos que cair na real e se lembrar que somos seres humanos, e seres humanos cansam também, independentemente de ter uma pilha de livros pra ler. É muito melhor de se estudar quando você está descansado e não o contrário. Pena que só agora eu me lembrei disso, mas é como diz outra piadinha que eu vi por ai, quer dizer, essa não é piadinha, mas sim um ditado popular:

Antes tarde do que nunca! 

Assim, com o meu descanso terminando, estou renovado para enfrentar mais uma semana cheia, a diferença é que estou muito mais descansado do que estava no final de semana passado e creio que nem precise dizer o que eu estava fazendo, realmente a vida jurídica exige abstinências que podem nos deixar tristes, mas temos de nos lembrar que nada é para sempre, além de que a recompensa também irá nos alegrar muito. Mas se não alegrar, pelo menos não ficaremos (Ficarei) com a consciência pesada de que algo poderia ter  sido feito de uma forma melhor, mas que por incompetência nossa, não foi feito.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial