Olá ilustríssimos seres jurídicos, hoje vamos abordar um tema bastante pertinente a respeito do no...

Iniciação científica no curso de direito

By | terça-feira, maio 28, 2013
Olá ilustríssimos seres jurídicos, hoje vamos abordar um tema bastante pertinente a respeito do nosso curso: A participação de grupos de iniciação científica. Vou falar um pouco sobre isso pois perguntei na página e muitas pessoas disseram que gostariam que esse tema fosse abordado aqui, então vamos lá!



O mito criado: Quem participa de iniciação científica é top e se acha demasiadamente melhor que a maioria

Olha, infelizmente não é mito não, é pura verdade. Eu sou aluno de iniciação científica e vivo constantemente interagindo com diversos outros pesquisadores e pude comprovar esse triste fato. Entretanto, nem todos são assim! Existem muitos alunos de iniciação que são legais e não ficam por ai se achando a última bolacha do pacote só pelo fato de fazerem a iniciação científica.  Uma parte é bem no estilo nariz empinado, já outros são na deles e mostram porque estão na iniciação, esses sim são os verdadeiros pesquisadores. Isso deve ser por conta da dificuldade de se conseguir ser um pesquisador de iniciação científica, pois como sabemos, não é qualquer um que consegue e isso não é pra ser diferente.
Então, a respeito desse mito da junção da iniciação científica com o fato de ser metido é verdade, mas toda regra tem suas exceções. Portanto, tem muita gente legal também!

Iniciação científica é escravidão, isso sim! 

Essa é uma das afirmações mais corriqueiras ditas por quem não consegue uma vaga na iniciação ou que realmente não gosta da produção acadêmica. Se formos olhar pelo viés da preguiça e do comodismo, realmente a iniciação científica será uma escravidão! É por essas e outras que a exigência de alunos realmente bons é forte nesse meio. Entenda por que:

A) Muita produção acadêmica: Se você vive postando no face reclamações só porque tem um artigo meia boca de constitucional ou afins para fazer, com certeza a iniciação científica não é feita pra você! É esse tipo de gente que vai sair falando por ai que iniciação científica é escravidão, entende? Na iniciação científica estudamos além do que a maioria estuda, e isso não é pra dizer que somos melhores que ninguém, muito menos motivo para menosprezar quem não faz, até porque a maioria sempre fica fora. 

Na iniciação sempre estamos fazendo artigos, seminários,  monografias (Sim, monografias! E não precisa estar no fim do curso). É por essas e outras que alunos de iniciação conseguem um maior destaque, mas somente no meio acadêmico! O triste é quando por causa desse destaque alguns pensam que são os bam bam bans, lamentável!

B) Muitos eventos: Outra coisa bastante corriqueira no mundo dos pesquisadores de iniciação científica é a participação em eventos. Esses eventos servem para apresentarmos os resultados de nossas produções de pesquisa. Além disso, os eventos para iniciação científica não ficam presos à sua Universidade! Eles ocorrem em âmbito municipal, Estadual, Nacional e Internacional. A maioria dos eventos são pagos pela sua universidade, isso pode variar de acordo com a universidade que você estuda, que fique bem claro! 

Você não é obrigado a ir pra todos, mas lembre-se que quanto mais eventos você participar, melhor será para o seu grupo. Além do mais, isso é muito bom pra quem é tímido porque é tanta palestra, tanto congresso, tanto seminário que é praticamente impossível você continuar tímido depois disso!

C) Tempo disponível: Talvez esse seja o motivo que deixa ótimos acadêmicos de direito fora de grupos de iniciação científica. Eu particularmente tenho amigos e amigas que só não participam por conta da indisponibilidade de tempo para se aprofundar nas pesquisas científicas. Como estudo pela noite, a maioria dos meus colegas trabalham e mal têm tempo para colocar as leituras em dia. É uma pena, pois tenho certeza que tem muita gente ai fora da iniciação científica não por falta de capacidade mas sim por questões de segundo plano, uma pena mesmo! 

D) Gostar da pesquisa de campo: Se você não gosta de sair por ai perguntando, levantando dados, conversar com muitas pessoas desconhecidas, não faça a iniciação científica. Praticamente todos os grupos tem a fase da pesquisa de campo, onde aplicamos questionários ou levantamos dados a respeito de algo ou alguém. Mas se você gosta já é um bom caminho!

O tempo de percurso da iniciação científica

Tá bom Henrique, já entendi mais ou menos o que é essa bendita iniciação científica, mas se eu entrar, por quanto tempo vou ficar?
Não vou dizer todos, mas a maioria dos grupos de iniciação científica tem como tempo de percurso para apresentação de resultados finais o prazo de um ano. Durante esse ano você irá participar de ventos para a apresentação dos artigos que você vem fazendo para juntar tudo e apresentar num evento final que geralmente é eleito pela própria universidade. 

Aliás, o nome do evento de apresentação de dados finais já é dado logo no início do termo que você assina ao aderir ao grupo de iniciação científica. Por isso, antes de assinar, leia-o com bastante atenção! Nele irá constar suas obrigações e penso que vem anexo a esse termo de compromisso um calendário dizendo as datas que você terá que apresentar os dados parciais que você vem produzindo durante o mês. 

É interessante lembrar que todas essas exigências são para os alunos de iniciação científica que recebem bolsa! Sim, você ganha uma bolsa para te ajudar nas pesquisas, o valor varia de acordo com a Universidade. Os alunos que desejam ser voluntários não possuem tantas exigências, mas pode cumprir todas se quiser! Além do mais, o currículo agradece!

Os grupos de pesquisa são vinculados ao CNPq!
Outra coisa importante para ser lembrada aqui é que depois de um ano sua obrigação com o grupo acaba, mas você pode entrar em outros ou até mesmo ficar com o mesmo professor/orientador para pesquisar uma nova temática, mas você faz isso se quiser! Depois de um ano, você estará livre novamente! 

Considerações finais a respeito da iniciação científica

Vale a pena fazer? Vale! Mas só se você tiver os requisitos ditos no meio desse texto. Não queira participar somente por status, até porque as obrigações são dobradas! Realmente não é pra qualquer um não, é uma grande responsabilidade que assumimos e que pode gerar frutos em seu futuro mestrado, doutorado e até na pós! Não sei se você sabe, mas a iniciação científica por causa das produções, coloca muitos alunos de mestrado e doutorado na frente dos demais concorrentes! Na escolha dos alunos do mestrado, eles escolhem os que possuem os melhores currículos de produção científica! (o lattes!) fique atento!

Mas se você pretende apenas se tornar um bacharel em direito, mesmo assim é uma boa experiência, você aprende muito mais do que imagina! Apesar de difícil, a iniciação científica é algo que muda muito os alunos pesquisadores. Alguns ficam um porre, outros ficam bem legais! :) 

Bom, espero que eu tenha ajudado a você que tem dúvida sobre a iniciação científica! Se você não conseguiu esse ano, não desanime! A cada seis meses abrem vagas! Tem universidades que abrem por ano, mas a cada período sempre tem, se ligue no site de sua instituição! Abraços :)
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial