5.29.2013

Renan Calheiros impede aprovação da MP que reduz a conta de luz

O presidente do Senado, Renan Calheiros, descartou a leitura da MP que reduziria a conta de luz, o que era, ao menos até então, considerado uma medida prioritária pelo Governo.

Renan ri ao ser eleito presidente do Senado. Foto: Folha de SP

Aprovada ontem (28/05) na Câmara, a MP permitiria o uso de recursos da CDE (Conta de Desenvolvimento Energético) para compensar os descontos e viabilizar a nova tarifa. O senador alega que não teria o tempo necessário - sete dias - para análise, apesar de técnicos considerarem isto possível. Caso não seja aprovada até o dia 03/06, perderá a validade.

Qual é a sua opinião a respeito desta Medida Provisória? Seria benéfica ou maléfica ao país? Qual seria a razão da atitude do senador? Até que ponto conflitos político-partidários devem interferir na tomada de decisões relativas ao bem-estar da população? Manifeste sua opinião e contribua para o diálogo democrático.

Via Folha política

E quando vc acha que a coisa não pode piorar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Diário de um estudante deDireito

No ar desde 2012 e com mais de 10 milhões de acessos, o @diariojurista figura como um espaço virtual para a comunidade acadêmica e não acadêmica também. Com textos objetivos e com linguagem simples, visa compartilhar informações, resumos, notícias, dicas e troca de ideias a quem por elas se interessar. Quem escolheu o Direito será um eterno estudante.




Postagens recentes

recentposts

Não deixe de conferir

randomposts