Saiba como se preparar para o concurso da PF que será elaborado pela CESPE Embora a Políci...

Polícia Federal: Saiba como se preparar para disputar as 534 vagas de agente

By | terça-feira, outubro 29, 2013


Embora a Polícia Federal (PF) tenha citado apenas a seleção feita em 2004 pelo próprio departamento como referência para o concurso de agente administrativo, autorizado no último dia 22, as provas da seleção da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de 2012 também foram recomendadas pelo diretor pedagógico do curso preparatório Academia do Concurso, Paulo Estrella, como fonte de estudo para os futuros candidatos. Para o cargo, destinado a quem possui pelo menos o ensino médio completo, serão oferecidas 534 vagas das 566 ofertadas pela PF. A remuneração inicial do agente administrativo é de R$3.689,77, incluindo o auxílio-alimentação de R$373.


O especialista sugeriu que os participantes façam um planejamento semanal de estudo com as disciplinas cobradas nos exames de 2012 pela PRF e de 2004 pela PF, que tiveram como organizador o Cespe/UnB. Para ele, o ideal é que o candidato não se prenda à teoria e dê prioridade à resolução das questões dessas provas, como forma de aprofundamento e de conhecimento da tendência da banca, que, na opinião dele, é a mais provável de ser escolhida para a seleção deste ano. Estrella afirmou que o primeiro passo é a organização. “O candidato deve colocar em uma planilha todas as atividades semanais indispensáveis e separar o tempo disponível para estudo. Inicialmente, acredito que duas horas seja o ideal. As disciplinas podem ser distribuídas ao longo da semana, de forma a criar uma rotina semanal que englobe todo o programa”, comenta.

O diretor afirmou, ainda, que o participante não deve ter como prioridade nenhuma matéria. De acordo com ele, o enfoque em uma disciplina só deve ser feito quando sair o edital ou quando houver deficiência de conhecimento. O ideal é que o concursando já tenha condições de fazer questões de provas anteriores para depois estudar o conteúdo teórico, principalmente das disciplinas com maior dificuldade. Para Estrella, o novo edital incluirá Direito Administrativo e Ética no Serviço Público, cobradas no exame do ano passado da PRF. Além disso, como na prova de 2004 da PF, ele acredita que haverá questões de Língua Portuguesa, Informática, Atualidades e Conhecimentos Específicos, porém atualizadas. “No caso de Informática, a melhor estratégia é usar o conteúdo de agente administrativo da PRF de 2012, já que é compatível com o cargo, a banca e a atualidade.”

Agente administrativo da PF: programa de 2004 orienta estudo

De acordo com a Polícia Federal, os futuros candidatos do concurso para agente administrativo devem basear os estudos no programa da última seleção, realizada em 2004, e que FOLHA DIRIGIDA pubilca abaixo:

LÍNGUA PORTUGUESA: Compreensão, interpretação e reescritura de textos, com domínio das relações morfossintáticas, semânticas e discursivas. 1 Tipologia textual. 2 Paráfrase, perífrase, síntese e resumo. 3 Significação literal e contextual de vocábulos. 4 Processos coesivos de referência. 5 Coordenação e subordinação. 6 Emprego das classes de palavras. 7 Estrutura, formação e representação das palavras. 8 Ortografia oficial. 9 Pontuação. 10 Concordância. 11 Regência.
NOÇÕES DE INFORMÁTICA (exceto para os cargos de OPERADOR DE COMPUTADOR E PROGRAMADOR DE MICROCOMPUTADOR): 1 Sistema operacional Windows. 2 Word 2000 e Word 2002. 3 Excel 2000 e Excel 2002. 4 Conceitos e serviços relacionados à Internet e a correio eletrônico. 5 Internet Explorer e Outlook Express. 6 Noções de hardware e de software.
ATUALIDADES: Domínio de tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como política, economia, sociedade, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável, segurança, artes e literatura, e suas vinculações históricas.
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: 1 Redação de expedientes. 2 Noções de relações humanas. 3 Noções de arquivamento e procedimentos administrativos. 4 Relações Públicas. 5 Noções de administração financeira, de recursos humanos e de material. 6 Constituição da República Federativa do Brasil: organização do Estado, direitos e garantias fundamentais, organização dos Poderes, serviço público, direitos do consumidor.

Programa da PRF de 2012 também é uma boa referência

CONHECIMENTOS BÁSICOS PARA NÍVEL MÉDIO
LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos. 2 Tipologia textual. 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação gráfica. 5 Emprego das classes de palavras. 6 Emprego do sinal indicativo de crase. 7 Sintaxe da oração e do período. 8 Pontuação. 9 Concordância nominal e verbal. 10 Regência nominal e verbal. 11 Significação das palavras. 12 Redação de correspondências oficiais: Manual de Redação da Presidência da República.
ÉTICA E CONDUTA PÚBLICA: 1 Ética e moral. 2 Ética, princípios e valores. 3 Ética e democracia: exercício da cidadania. 4 Ética e função pública. 5 Ética no Setor Público. 5.1 Decreto nº 1.171/1994 – Código de Ética Profissional do Serviço Público e Decreto nº 6.029/2007 (Institui Sistema de Gestão da Ética do Poder Executivo Federal). 5.2 Lei nº 8.112/1990 – regime disciplinar: deveres e proibições, acumulação de cargos, responsabilidades, penalidades. 5.3 Lei nº 8.429/1992: disposições gerais, atos de improbidade administrativa.
NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 1 Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações. 2 Conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet. 3 Conceitos e modos de utilização de ferramentas e aplicativos de navegação de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca e pesquisa. 4 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e intranet. 5 Conceitos de tecnologia de informação: sistemas de Informações e conceitos básicos de Segurança da Informação.
LEGISLAÇÃO RELATIVA À PRF: 1 Perfil Constitucional: funções institucionais. 2 Art. 20 da Lei nº 9.503/1997. 3 Decreto nº 1.655/1995. 4 Decreto nº 6.061/2007.
NOÇÕES DE MATEMÁTICA: 1 Números inteiros, racionais e reais. 2 Sistema legal de medidas. 2.1 Comprimento, área, volume, massa, tempo, ângulo e arco. 2.2 Transformação de unidades de medida. 3 Razões e proporções. 4 Proporcionalidade, regras de três, divisão de grandezas em partes proporcionais, médias aritmética, geométrica e ponderada. 5 Porcentagem. 5.1 Capital, tempo, juros simples e compostos. 5.2 Taxas de juros nominal, efetiva, equivalentes, proporcionais, real e aparente. 5.3 Montante, capitalização e descontos. 6 Equações e inequações de 1º e de 2º graus. 7 Funções e gráficos. 8 Progressões aritméticas e geométricas. 9 Funções exponenciais e logarítmicas.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA AGENTE ADMINISTRATIVO
CARGO 3: AGENTE ADMINISTRATIVO
I NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL: 1 Constituição. 1.1 Conceito, classificações, princípios fundamentais. 2 Direitos e garantias fundamentais. 2.1 Direitos e deveres individuais e coletivos, direitos sociais, nacionalidade, cidadania, direitos políticos, partidos políticos. 3 Organização político-administrativa. 3.1 União, estados, Distrito Federal, municípios e territórios. 4 Administração pública. 4.1 Disposições gerais, servidores públicos. 5 Poder Legislativo. 5.1 Congresso nacional, câmara dos deputados, senado federal, deputados e senadores. 6 Poder Executivo. 6.1 atribuições do Presidente da República e dos ministros de Estado. 7 Poder Judiciário. 7.1 Disposições gerais. 7.2 Órgãos do Poder Judiciário. 7.2.1 Competências. 7.3 Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 7.3.1 Composição e competências. 8 Funções essenciais à justiça. 8.1 Ministério público, advocacia e defensoria públicas. II NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO: 1 Ato administrativo: conceito, requisitos, atributos, classificação, espécies e invalidação. 1.1 Anulação e revogação. 1.2 Prescrição. 2 Controle da administração pública: controle administrativo, controle legislativo e controle judiciário. 3 Agentes administrativos: investidura e exercício da função pública. 3.1 Direitos e deveres dos servidores públicos. 3.2 Processo administrativo: conceito, princípios, fases e modalidades. 4 Poderes da administração: vinculado, discricionário, hierárquico, disciplinar e regulamentar. 5 Princípios básicos da administração. 5.1 Responsabilidade objetiva da administração. 5.2 Improbidade administrativa. 6 Serviços públicos: conceito, classificação, regulamentação, formas e competência de prestação. 7 Administração direta e indireta, centralizada e descentralizada. 8 Lei nº 8.112/1990 e alterações. 9 Lei nº 8.666/1993, arts. 1º a 6º, 20 a 26, e 54 a 80, e alterações. 10 Lei nº 9.784/1999: processo administrativo no âmbito da administração pública federal. NOÇÕES DE ESTATÍSTICA: 1 Estatística descritiva e análise exploratória de dados: gráficos, diagramas, tabelas, medidas descritivas (posição, dispersão, assimetria e curtose). 2 Probabilidade. 2.1 Definições básicas e axiomas. 2.2 Probabilidade condicional e independência. 2.3 Variáveis aleatórias discretas e contínuas. 3 Inferência estatística. 4 Técnicas de amostragem. 4.1 Amostragem aleatória simples. 4.2 Amostragem estratificada. 4.3 Amostragem sistemática. 4.4 Amostragem por conglomerados.

Vagas em oferta também para o nível superior

Além das vagas de agente administrativo, o concurso para a área de apoio da PF será também para outras 32 vagas em cargos de nível superior, com ganhos iniciais de R$4.412,32, já com o auxílio-alimentação, de R$373. Serão 11 vagas para engenheiro, sete para assistente social, cinco para contador, quatro para administrador, três para psicólogo e duas para arquivista. Em todos os casos, deverão ser exigidos a formação superior e o registro no órgão de classe correspondente.

Embora o Ministério do Planejamento tenha estipulado um prazo de seis meses a contar da autorização, ocorrida no último dia 22, para a divulgação do edital (indo, portanto, até novembro), o departamento já informou à FOLHA DIRIGIDA, por meio da Coordenação de Recrutamento e Seleção (Corec), que a intenção é divulgar o documento o mais rápido possível. Ainda de acordo com informações da Corec, embora já houvesse discussões preliminares, somente com a autorização é que será iniciada a preparação do concurso, o que inclui a escolha da organizadora que ficará responsável por conduzir a seleção.

O departamento também terá que definir, entre outros, a distribuição das vagas por região. No último dia 23, a PF informou, por meio do serviço de acesso à informação do governo federal (e-SIC), que ainda não definiu a distribuição das vagas no território nacional. “Tal informação constará no edital do concurso público, quando publicado”, diz a resposta concedida pelo órgão. Por meio de notícia publicada em seu site, o Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (SinpecPF) defendeu que seja contemplado o maior número possível de unidades na distribuição das vagas do concurso. A justificativa do sindicato é de que a carência de profissionais administrativos é enorme em todo o país. O sindicato ainda prometeu fazer pressão para que o edital do concurso seja divulgado o mais rápido possível.

O SinpecPF trabalha ainda pela reestruturação e pela criação de 3 mil vagas no quadro da carreira administrativa da PF. Segundo o sindicato, somente com o “substancial aumento do efetivo administrativo, a PF terá condições de combater as práticas de terceirização irregular de atividades administrativas e de desvio de função de policiais federais para postos do PecPF, que tantos problemas causam a instituição”.

Fonte: Folha Dirigida

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial