8.23.2015

Como ter um bom caderno de estudos: Benefícios e dicas.

Imagem: Foto/reprodução

Primeiramente gostaria de me desculpar por não ter postado durante essa semana. Tentarei ser mais assíduo aqui :)

Nossa conversa de hoje girará em torno da importância de ter um bom caderno de estudos.  Faz um tempinho que deixei um pouco mais de lado meus resumos digitados e dei ênfase aos resumos escritos. Por isso, gostaria de compartilhar com vocês meus amigos algumas informações sobre o assunto. Fique a vontade para acrescentar o que considerar pertinente. Vamos lá:


1º Benefício de um bom caderno: Junção de todas as informações importantes num único lugar


O Direito é amplo, isso não é novidade pra nós. Existem diversos textos, artigos, doutrinas, leis que abordam as mais variadas temáticas da seara jurídica. Se o trabalho para estudar tudo isso já é consideravelmente árduo, imagine reunir tudo isso para não acabar "perdendo o fio a meada".

Por conta disso, é interessante ter no caderno não apenas conceitos do assunto, mas também remissões de artigos e de julgados importantes. Sendo assim, quando você for estudar o assunto que você anotou, será mais simples fazer consultas de partes importantes da legislação e da jurisprudência acerca do tema. Afinal, precisamos fazer essa junção para um estudo completo - pois muitas das vezes cada um diz uma coisa e deixa todo mundo louco. 


2º Benefício de um bom caderno: Extração de partes importantes do tema e revisão rápida do assunto

"Sucesso é a soma de pequenos esforços repetidos o tempo todo." - Robert Collier
Tão importante quanto ter  um primeiro contato com um assunto é revisá-lo. Sem revisar você acaba esquecendo. Eu sou do tipo que não lembra nem o que comeu no café da manhã do dia anterior, imagine os detalhes de um assunto estudado há 06 meses. Por isso é muito importante que durante a organização de uma estratégia de estudos você não esqueça de reservar um tempinho para revisar o que você já estudou - não ficando bitolado(a) ao estudo constante de temas novos o tempo todo. 

Revisar o que já viu é extremamente importante para que você de fato saia da estaca zero. Afinal, do que adianta você estudar teoria geral dos contratos se não lembra mais dos conceitos básicos do direito obrigacional? Você pode até entender um pouco do assunto, mas se revisasse antes o tema já estudado, o novo tema poderia render muito mais em seus estudos :) Sem contar que em tempos de OAB, onde o tempo é curtíssimo e prestamos a prova justamente num dos momentos mais frenéticos do curso, ter um caderno organizado com os temas importantes e bem resumidos é uma tremenda vantagem.

3 - Como ter um bom caderno?


Bom, isso é bem pessoal. Entretanto, existem algumas coisas que podem servir de norte para você melhorar seu caderno ou até mesmo passar a ter um (para quem cansou de fazer resumo digitado hehehe). Eu já usei muito resumos digitados, mas depois de ver pesquisas científicas que indicaram que usar a "munheca" e escrever é mais eficiente do que simplesmente digitar, passei a valorizar mais meus cadernos. Inclusive comprei alguns para tentar melhorar resumos e estou satisfeito com meu progresso, pois antigamente eu não entendia nada do que escrevia, era uma tragédia rs. Vamos às "coisas" que eu disse que servem de norte. Lembrando que não sou nenhum guru dos resumos, só estou passando um norte, você decide o que fazer com ele :P

3.1 - Não faça textão, prefira frases curtas: De grande já basta a quantidade de doutrinas pra ler - cada uma maior que a outra. É necessário lembrar do papel do caderno: Servir de revisão rápida do conteúdo estudado anteriormente. O texto grande com parágrafos infinitos torna a leitura cansativa e as vezes você acaba até desistindo de revisar. Mas caso você goste de criar textos, pelo menos deixa o limite de 5 ou 4 linhas por parágrafo. Visualmente fica bem melhor, hehehe. Isso sem contar que o resumo irá servir de gatilho mental e não como fonte de explicação densa, afinal você já fez essa etapa na doutrina ou na aula.

3.2 - Vá direto ao ponto, quanto mais direto melhor: Lembre-se que você, teoricamente, já estudou o assunto, seja no livro ou com aula do professor (presencial ou virtualmente): Coloque no papel apenas o que for imprescindível, não precisa detalhar - a não ser em casos que realmente seja necessário. Por exemplo: Imaginemos que você esteja numa aula inicial de direito penal e o Professor ou o livro abordam o conceito inicial de crime. Basta você escrever assim na parte de conceito: CRIME: FATO TÍPICO+ANTIJURÍDICO+CULPÁVEL que é o que de fato importa na conceituação de crime para efeitos práticos (pode usar o sinal de "+" ou a conjunção aditiva "e" tanto faz, você quem manda hehehe). 

3.3 - O que eu faço: Método das setinhas: Desde que comecei a valorizar mais os meus resumos - tendo em vista a economia de tempo que tenho na hora de revisar rapidamente o assunto, uso as famosas setinhas. Eu começo com uma temática principal e vou fazendo ramificações dela de forma bem direta e, sempre que possível, em forma de frases curtas de no máximo duas linhas. Vou deixar abaixo fotos de meu caderno de resumo, vejam só:

Parte de meu resumo de direito penal :)
Parte de meu resumo de direito eleitoral (inelegibilidades) veja como dividi as setinhas e as letras em tópicos, fica bem mais fácil pra repassar o assunto assim

Parte de meu resumo de direito eleitoral :)

Parte de meu resumo sobre atos administrativos em espécie
Ah, não custa lembrar: Quanto mais legível a letra, melhor (a minha é bem feia mas ao menos tento deixar legível). Não tem nada pior do que você anotar um monte de coisa e no final das contas não entender o que você mesmo escreveu, é tenso! Toma cuidado nesse pequeno grande detalhe. 

Sem revisar a gente esquece do que estudou mais cedo ou mais tarde. Existem pessoas que lembram de tudo apenas com um único contato com a matéria, mas não faço parte desse time de privilegiados. É como disse Rock Lee: Entre os mais fortes existem os que nasceram com um dom e aqueles que trabalham duro… E eu sou um dos que trabalham duro! E você? 

Agora é hora de por em prática e elaborar seus resumos, teste seu poder de síntese! Quanto mais treinarmos, melhor ficaremos! Bons estudos! Até a próxima :D

17 comentários:

  1. Muito boa a dica, eu costumo usar caixas de texto no meu resumo, faço uma síntese de poucas palavras e desenho um quadrado em volta...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Matheus! Primeiramente obrigado pela visita a este recinto :)

      Excelente técnica a que você usa, serve inclusive de dica para quem pretende aprimorar os próprios resumos. É um recurso visual muito bom fazer caixa de texto organizando os temas, inclusive vou incluir essa ferramenta nos meus rsrsrs. Obrigado amigo, abraços! :D

      Excluir
  2. Excelente dica estava perdida de como fazer meus resumos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joelma, que bom que o post foi útil para você. Volte sempre! Que seus resumos fiquem cada vez melhores. Abraços :D

      Excluir
  3. Ótima dica esta de resumos, eu sempre escrevo os meus ao invés de digitar. E outra dica que eu uso além das setinhas é acrescentar cores nas palavras chaves.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Catrini, primeiramente muito obrigado! :D

      Excelente dica realçar as palavras de destaque do resumo, dinamiza ainda mais o processo de revisão. Valeu pela contribuição! Abraços :)

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Hoje já se tem tablet com aquelas canetinha fina que simulam escrita à mão, fica a dica para quem é adepto da tecnologia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gustavo! Realmente existe essa possibilidade, eu inclusive até já tentei estudar assim mas não consegui. A letra fica mais feia que o normal, rs. Mas pra quem gosta e se adapta realmente é muito bom. Abraços! :D

      Excluir
  6. Muito boa a dica! Assim sobra até mais tempo para prestar atenção na aula, caso esteja na sala de aula!

    http://moldandopalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elias! Obrigado! Realmente dá para prestar mais atenção na aula. Abraço :D

      Excluir
  7. Adorei as dicas, sempre que leio um livro ou mesmo na aula vou anotando palavras chaves e fazendo setas para todos lados kk não consigo fazer por digitação, isso não me ajuda. Mas com essa abordagem percebi que preciso tomar um pouco de vergonha na cara e arrumar os cadernos, os meus estão mais bagunçados que meu cabelo pós semana de provas kkk Muito obrigada pelas dicas. Beijos !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Stéfanni! Realmente manter o caderno organizado não é tarefa fácil. Boa sorte! bjs :D

      Excluir
  8. Olá Grãn Mestre Henrique!

    Todos os dias visito o blog em busca de novidades! Esse post mesmo ja tinha visto, só não dei muita importancia (grande erro), agora no alto do meu primeiro periodo no Universo do Direito, lembrei dele agora de madrugada rsrs, e voltei para ler, e agora agradecer pelas dicas! Prometo pra mim mesmo que tentarei fazer o meu caderno um pouco melhor.

    Obrigado Henrique.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Giuliano! Muito obrigado! Estou resolvendo alguns contratempos e logo mais postarei com mais frequência aqui. Qualquer coisa estou às ordens. Bons estudos! Abraço.

      Excluir
  9. Olá, gostaria de agradecer as dicas.
    Sou advogada e estou estudando para magistratura federal e em meio ao planejamento de minha estratégia de estudos me dei conta de que nunca tive um caderno decente. hahaha
    Nunca copiei matéria, nunca fiz anotações... enfim, não me lembro de comprar cadernos novos pq os antigos estavam sempre em branco.
    E também nunca senti falta.
    Porém com a extensão e dificuldade do concurso, percebi a importância de se ter um caderno. Mas percebi que não sabia como fazer um bom caderno hahahaa
    Achei seu artigo e gostei muito. Parabéns!
    É isso aí, BOA SORTE NOS SEUS ESTUDOS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado! Fico feliz por ter gostado. Boa sorte também =)

      Excluir

Deixe seu comentário.

Diário de um estudante deDireito

No ar desde 2012 e com mais de 10 milhões de acessos, o @diariojurista figura como um espaço virtual para a comunidade acadêmica e não acadêmica também. Com textos objetivos e com linguagem simples, visa compartilhar informações, resumos, notícias, dicas e troca de ideias a quem por elas se interessar. Quem escolheu o Direito será um eterno estudante.




Postagens recentes

recentposts

Não deixe de conferir

randomposts