E ai galera! Tudo certinho? Espero que sim. Hoje separei um tempinho para falar com vocês a re...

Dica de Série: How to Get Away With Murder

By | segunda-feira, outubro 12, 2015

E ai galera! Tudo certinho? Espero que sim. Hoje separei um tempinho para falar com vocês a respeito de uma série relativamente nova mas que já ganhou espaço cativo no coração de milhões de pessoas, entre elas os estudantes de direito. Estou falando da frenética, dramática e épica How to Get Away With Murder - como sair impune de um homicídio.


 Se você estava à procura de uma boa série envolvendo o direito, seus problemas acabaram :)


A trama tem um grande viés jurídico, foi por isso que eu decidi acompanhá-la e até agora não me arrependi, muito pelo contrário, cada novo episódio só faz eu gostar ainda mais da trama. Falarei um pouco sobre ela agora e tentarei ao máximo não deixar nenhum spoiler rsrsrs.

Breve resumo de How to Get Away With Murder


O enredo da história gira em torno das aulas de direito penal da professora Annalise Keating (Viola Davis, que sem dúvida  é um caso à parte na trama, tanto é que ganhou agora em 2015 o emmy de melhor atriz em série dramática por conta de HTGAWM). Logo na primeira aula ela deixa claro que não vai ensinar o direito criminal teórico, mas sim o prático, ou seja, ela passa como advogada influente as lições práticas para o exercício da advocacia criminal num tribunal do júri - sempre com o objetivo de vencer.
How to Get Away With Murder
Primeiro episódio de How to Get Away With Murder, sentiu a pressão?

Ela escolhe anualmente 4 alunos para "trabalharem" (na verdade são estagiários, hehehe) para ela com a possibilidade de futuramente trabalharem lá como advogados de um dos escritórios mais respeitados. Porém, por circunstâncias do destino ela acabou escolhendo 05, sendo o último o estudante de direito Gibbins, chamado carinhosamente pelos colegas de lista de espera - ele foi aprovado aos 45 do segundo tempo ai ficou com esse apelido dos colegas. Os alunos escolhidos na primeira temporada foram Michaela (Aja Naomi King), Gibbins (Alfred Enoch, o lista de espera e meu personagem favorito), Connor (Jack Falahee), Asher (Matt McGorry). Além disso, ela faz uma competição interna onde entrega uma estátua da justiça para quem desempenhar melhor o trabalho, quem ganhar a estátua será o melhor da turma e não precisa prestar a prova dela. 

O objetivo deles é sempre trabalhar teses e ideias de como livrar os clientes de uma possível condenação. Durante esses trabalhos várias coisas acontecem, várias mesmo. Minha gente vocês não fazem ideia do que estão perdendo, sério mesmo. A história tem um enredo fantástico, a vida pessoal, os questionamentos e problemas de cada um acaba de certa se misturando com a parte profissional e isso resulta em episódios sensacionais. Tudo está interligado, é incrível!

Existem vários motivos para assistir HTGAWM, eu poderia passar o dia escrevendo sobre isso. Mas posso citar aqui o fato dela demonstrar como funciona os bastidores de um tribunal e de um escritório de advocacia, além de estratégias e quebras de paradigmas. 

A série atualmente está na segunda temporada e está disponível em vários lugares na web e foi adicionada recentemente ao  +Netflix 

Assistam, vale a pena. Se você estava à procura de uma séria boa que envolva de alguma forma o enfoque do direito, dos tribunais e com uma trama que ultrapasse o formalismo e rococó jurídico, sem preconceitos nem afins, ela é pra você. Até a próxima! :)

Bônus: Playlist com a trilha sonora de How to Get Away With Murder


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial