Estudante de Direito tenta separar briga e leva cadeirada de colega em Goiânia

novembro 28, 2013 4 Comments A+ a-





É amigos e amigas do ordenamento jurídico, a bruxa realmente tá solta nesse fim de semestre!!!

Depois do UFC na Univag ontem, hoje ocorreu mais uma briga envolvendo estudantes de direito.Tanto o agressor quanto a vítima! Acompanhem a reportagem do portal R7

Essa é a segunda vez que estudante de Direito bate em mulher; outro aluno também foi agredido

Um aluno jogou uma cadeira na cabeça de uma colega de sala que tentava apartar uma briga. Um outro estudante também foi agredido. Na delegacia, o agressor ainda tentou chutar um repórter e mandou beijinhos para a câmera.

A confusão começou dentro do laboratório de informática. O também estudante Luiz Renato Ribeiro foi a primeira vítima do colega.

— A confusão começou após eu ter pego nas costas dele e buscado cumprimentá-lo. Mas, como ele se sentiu ofendido por eu tentar cumprimentá-lo, ele, de imediato, começou a me bater.



Celene de Souza Almeida tentou separar a briga. Ela levou seis pontos na cabeça.

— Ele veio com a cadeira pro meu lado. Eu segurei e onde... "Você quer me matar?" "É pra você não se intrometer na briga de ninguém não".

Na delegacia, o estudante de Direito, Henrique Daniel Barbosa, continuava agressivo com a reportagem. 

— Sai daqui! Ô doutor, se ele não sair de perto, eu vou agredir ele.

Barbosa já tem outra passagem pela polícia por agressão. Ele bateu em uma jovem dentro de um terminal de ônibus. Mas, desta vez, quando a polícia chegou à universidade, ele tentou se esconder. Na mochila dele, os policiais encontraram um canivete. Ele foi autuado por lesão corporal, como conta o delegado Ranor de Araújo. 

— Ele responderá por esse ato em liberdade. 

Assista ao vídeo:
"Tirar nota boa que é bom, nada" - Repórter.

Advogado, pesquisador e escritor. Criador do Diário Jurista. Pode ser encontrado no Facebook, Google+, Twitter e Instagram.

4 comentários

Write comentários
Anônimo
AUTHOR
28 de novembro de 2013 15:23 delete

precisa de tratamento

Reply
avatar
1 de dezembro de 2013 17:33 delete

Aqui em Recife, a um tempo atrás, teve uma conciliadora que levou o maior cacete de um advogado, porque ficou com graça na hora da audiência. E o cara muito louco desceu o sarrafo....

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
5 de dezembro de 2013 14:56 delete

Precisa de um pai e uma mãe que o eduque, isso sim!

Reply
avatar

Regras dos comentários

1. Todos os comentários são lidos e se possível respondidos.
2. Não serão toleradas faltas de respeito.
3. Se possível comente e faça de nós um grupo feliz.