Justiça seja feita: Portal destinado ao auxílio de internautas com pequenas causas

outubro 25, 2017 0 Comments A+ a-

justiça


Os juizados especiais cíveis, também conhecidos como juizados de pequenas causas, foram idealizados para permitir que cidadãos busquem soluções para seus conflitos cotidianos de forma rápida, eficiente e gratuita. Em vigor há 20 anos, os Juizados Especiais Cíveis servem para conciliar, julgar e executar causas de menor complexidade, que não exceda 40 salários mínimos.

Entretanto, ainda são muitas as dificuldades que fazem com que o cidadão não lute pelos seus direitos: tempo de espera, falta de conhecimento, burocracia, sensação de impunidade. 

Com o intuito de facilitar o acesso à Justiça, o publicitário Rodrigo Suarez desenvolveu o site www.justicasejafeita.com, que conecta usuários que precisam de assessoria legal para entrar com uma ação nos Juizados Especiais a advogados.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo site, 43% dos brasileiros (59 milhões) já tiveram vontade de dar entrada em uma ação no Juizado de Especial e não o fizeram. 

Destes, 44% afirmaram que uma das razões para a desistência foi a percepção de que o Juizado Especial é lento. Já 19% alegaram que o procedimento para entrar na Justiça não é claro, além da burocracia de todo o processo. A falta de conhecimento sobre seus direitos e a falta de tempo também foram dificuldades citadas. 

Ao facilitar a conexão entre advogados e pessoas que precisam de representação legal nos juizados especais, a Justiça Seja Feita pretende tornar o acesso à justiça mais rápido e menos burocrático.
E a tão desejada simplicidade é o segredo da plataforma, que promete não tomar tempo e permite que o encaminhamento seja feito online.

Enfatizando a simplicidade e o caráter social do projeto, Suarez explica o funcionamento do site“O usuário relata sua causa, que é postada em um Quadro de Causas. Advogados interessados em defender a causa enviam um orçamento e o usuário escolhe o que melhor atende as suas expectativas. Assim que o usuário aceita um orçamento, a relação entre ele e o advogado começa.” 

Com o avanço da internet, o consumidor nunca teve tanto poder como na era digital. Através do Justiça Seja Feita, o cidadão ganhou um poderoso instrumento de efetivação de seus direitos e uma via eficaz para solucionar problemas. 

Lançado há 2 anos, o site já ultrapassou a barreira dos 200 mil acessos. Além disso, conta com mais de 10.000 causas postadas e mais de 2.000 advogados cadastrados até o momento.

“O primeiro passo para promover uma mudança sociocultural no Brasil é facilitar o acesso à justiça. Quanto mais cidadãos tiverem acesso à justiça, mais justo nosso país será”, enfatiza.

Olá, meu nome é Henrique! Mas pode me chamar de Ujo.

Regras dos comentários

1. Todos os comentários são lidos e se possível respondidos.
2. Não serão toleradas faltas de respeito.
3. Se possível comente e faça de nós um grupo feliz.