O jogo sujo da corrupção - Luiz Flávio Gomes [resenha]

Capa - o jogo sujo da corrupção





Primeiro livro lido do mês por aqui.


O jogo sujo da corrupção, de autoria do carinhosamente conhecido por Professor LFG, traz consigo um recorte do panorama político brasileiro.

Eu adquiri a obra logo quando fora lançada, em meados de 2017, com direito a autógrafo, em virtude de palestra por ele proferida no Tribunal de Contas sergipano.

Entretanto, até então, não envidei tempo para seu exaurimento.

O livro capitaneia uma frente literária desafiadora: tenta catalogar e explicar os últimos e conturbados eventos políticos (sem poupar críticas a todos os agrupamentos) e atesta como a corrupção não tem político de estimação.

Além de não habitar apenas num ou dois poderes da República.

Defensor da lava jato, LFG tece críticas construtivas à operação (não só, mas também a algumas causas da corrupção sistêmica como um todo, são 32 propostas), numa abordagem bem diferente de um livro que ouso dizer ser seu antônimo: O espetáculo da corrupção, de Walfrido Warde, lido outrora. Enquanto aquele põe a operação como consequência de resposta à engrenagem corrupta, este põe-na, em determinados pontos, como causa do prejuízo.

A leitura de ambos fornece um maior campo de juízo crítico do leitor.

O livro de LFG vale a pena ser lido e fica por mim recomendado. A proposição de saídas ao final demonstra sua real preocupação com o tema, não se resumindo a apontar o erro sem nada contribuir com sua correção.

Inclusive ele conseguiu prever o cenário que seria posto pós-2018 com precisão digna de quem viu o pleito eleitoral per si.

Mas não se iluda: é um livro de política que ocasionalmente fala de direito, sem olvidar o maior referencial das teses do autor, hoje deputado federal: a cidadania vigilante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Regras dos comentários

1. Todos os comentários são lidos e se possível respondidos.
2. Não serão toleradas faltas de respeito.
3. Se possível comente e faça de nós um grupo feliz.

Diário de um estudante deDireito

No ar desde 2012 e com mais de 10 milhões de acessos, o @diariojurista figura como um espaço virtual para a comunidade acadêmica e não acadêmica também. Com textos objetivos e com linguagem simples, visa compartilhar informações, resumos, notícias, dicas e troca de ideias a quem por elas se interessar. Quem escolheu o Direito será um eterno estudante.




Comentários recentes

Fale comigo

Nome

E-mail *

Mensagem *